Dia 09 de Agosto Véspera do Dia dos Pais tem Show com o Cantor e Compositor Domervil Lopes, no Clube DKL Arame-Ma
Na data em que comemora a Independência do Brasil, 7 de Setembro as Escolas Trouxeram para as ruas de Arame os mais variados temas como: Forças Armadas, Danças típicas da Região entre outros.















Vejas mais Fotos do 7 de Setembro em Arame-Ma, em Nossa Galeria de Imagens

No período de 26 à 28 de agosto a Secretaria de Estado da Igualdade Racial (Seir), em parceria com as secretarias de estado da Saúde (SES), Educação (Seduc), Direitos Humanos, Assistência Social e Cidadania (Sedihc), Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar (Sedes), Meio Ambiente (Sema) e a Prefeitura Municipal de Arame, realizará diversas ações no município de Arame/MA.
A iniciativa é um retorno às demandas dos povos indígenas Guajajara, da terra indígena Araribóia, apresentadas pela Coordenação das Organizações e Articulações dos Povos Indígenas do Maranhão (COAPIMA) e do Fórum Estadual de Transparência, Controle Social e Políticas Públicas (FETCSPP).
O objetivo da atividade é sensibilizar e mobilizar gestores públicos e demais agentes sociais para a implementação de políticas públicas voltadas para os povos indígenas, e ao mesmo tempo, realizar ações socioeducativas e informativas para os povos indígenas da região.
A atividade terá ainda a participação de outros órgãos federais, estaduais e municipais, entre eles, as secretarias de estado de Infraestrutura (Sinfra), Cultura (Secma), Esporte e Lazer (Sedel); Fazenda (Sefaz), conselhos estaduais de Direitos Humanos (Ceddh), Políticas de Igualdade Étnico Racial (Ceirma); Fundação Nacional do Índio (Funai); Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai/Dsei); Ministério Público Federal; Ministério Público Estadual; Coordenação das Organizações e Articulação dos Povos Indígenas do Maranhão (Coapima); Conselho Indigenista Missionário (Cimi), Rede de Gestão Ambiental do Maranhão (Regeama); Fórum de Transparência e Controle Social, representantes das prefeituras de  Bom Jesus das Selvas e Buriticupu; e lideranças indígenas.
A programação será iniciada na próxima terça-feira, na sede do município, com a realização de oficinas voltadas para profissionais de saúde, educação e assistência social sobre atendimento aos povos indígenas; e reuniões de sensibilização e mobilização com gestores públicos, entre eles prefeito, secretários municipais, vereadores e conselheiros.
Paralelamente, nos dias 26 e 27, serão realizadas atividades de saúde na aldeia Zutiua, na TI Araribóia, emissão de Declaração de Aptidão ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (DAP Indígena), e busca ativa para o Cadastro Único.

“Esta ação é bastante significativa, na medida em que possibilita que os governos estadual, municipal e federal unam esforços no sentido de discutir, in loco, as questões indígenas e construir, com a participação deles, uma agenda de compromissos que vise garantir a melhoria da qualidade de vida destes povos. A intenção, é que a partir desta experiência, os governos constituídos possam dar continuidade a esse trabalho conjunto nos demais municípios, que tenham população indígena.”, afirmou Benigna Almeida, secretária adjunta da Igualdade Racial. 
O Candidato a Governador do Estado do Maranhão pelo PCdoB Flavio Dino e sua Comitiva fizeram uma breve passagem hoje dia 08 pela cidade de Arame-Ma, Flávio Dino chegou ao município de Arame-Ma as 15:00 em ponto, fez uma carreata pelas principais ruas de Arame-Ma, e logo depois discursou em Praça pública sobre suas propostas de Governo,em seu discuso o candidato mencionou a MA-008, Rodovia que liga Arame a Paulo Ramos, essa rodovia já é bastante conhecida por seus escândalos por governos anteriores, estima-se que milhões já tenham sido desviados da rodovia que é considerada um dos maiores escândalos políticos da história do Maranhão. O candidato a Governador discursou ao lado de lideranças políticas como o Ex-Prefeito de Arame, Drº João Menezes de Sousa, e outras lideranças como: Dep. Waldir Maranhão, Dep. Deoclides Macêdo, Dep. Simone, Domingos Dutra entre outros. 
Logo após o Candidato Flavio Dino e Sua Comitiva partiram Rumo a cidade de Grajáu-Ma.
















Uma quadra Escolar Coberta e com vestiário!, essa era a proposta do Governo Federal em Parceria com a prefeitura Municipal de Arame, no qual beneficiaria os Alunos do Colégio Frei Alberto Beretta, zona Urbana de Arame, mais que até agora não saiu do Papel. o inicio da obra seria no dia 07 de Janeiro de 2014, e que seria concluído no dia 7 de Junho de 2014, mais pelo visto vai demorar........

Um incêndio por volta das 19:00 de sábado dia 02 destruiu completamente a ponte que liga o povoado Cajazeiras e Mangueira, ainda não se sabe quem provocou o incêndio, o Portal Aramense, esteve no povoado hoje, tentamos falar com alguns moradores mais pouco quiseram falar, segundo eles a Ponte estava em péssimas condições e oferecia um sério risco para quem trafegava tanto de moto como de carro.






As fotos abaixo são de hoje a tarde quando o Portal Aramense esteve no local.

As fotos mostra que o local foi aterrado segundo informações de moradores, um fazendeiro da região teria aterrado o local pois precisava transportar seu gado em carretas.



O perfil do eleitor do Maranhão é de mulher, entre 25 a 34 anos, com ensino fundamental incompleto




 (Gilson Teixeira /OIMP/OIMP/D.A Press)
O eleitorado do Maranhão diminuiu em relação à última eleição em 2012. De acordo com as estatísticas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), no último pleito tinham 4.558.855 eleitores maranhenses registrados e nesse ano, esse número caiu para 4.497.336. Em dois anos, o Maranhão perdeu 1,34% dos aptos a votar.


Entretanto, o número de eleitores do Maranhão aumentou em 3,99% nos últimos quatro anos. Estão aptos a votar nas eleições de outubro, 4.497.336 cidadãos – mais de 66% da população estimada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2013 – frente à 4.324.696 eleitores em 2010, segundo dados divulgados, ontem, pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

As mulheres são maioria – 51,3% do total – com 2.309.955, enquanto os homens somam. Em 2010, as mulheres eram 2.204.972 (50,9%) e os homens, 2.116.411 (48,3%). De acordo com o TSE, o eleitorado brasileiro também é feminino, com 74.459,424 (52,13%), enquanto os homens somam 68.247,598 (47,79%).
Em 2014, a faixa etária com maior número de eleitor compreende a idade de 25 a 34 anos, com 1.167.064 (25,9%). O voto facultativo, dado aos adolescentes com 16 anos, ainda representa a menor fatia do total de eleitor, com 34.208 (0,7%).

Quando observado o grau de instrução – considerando a aquisição de conhecimento formal – a maior parte do eleitor maranhense, 28,3% (1.275.511 eleitores), possui apenas ensino fundamental incompleto. São 593.995 (13,2%) votantes analfabetos e 125.559 (2,7%) com ensino superior completo.

Brasil 
Segundo o Tribunal Superior Eleitoral, no Brasil, o crescimento foi de 5,17% desde a última eleição geral, saltando de 135.804.433 votantes, em 2010, para 142.822.046 eleitores.

Os dados revelam que a região Sudeste concentra o maior número de eleitores, 62.042.794 (43,44%), seguida do Nordeste, 38.269.533 (26,80%), Sul, 21.117.307 (14,79%), Norte, 10.801.178 (7,57) e Centro-Oeste, 10.238.058 (7,17).

No pleito de 2014, os eleitores residentes no exterior somam 354.184, 0,25% do total do país. Em relação à disputa de 2010, houve um crescimento expressivo, de 76,75% do total de votantes fora do Brasil. Esses eleitores estão em 118 países – quase a metade, nos Estados Unidos.


O Imparcial

Pelo menos 15 caçambas de lixo para esquinas, calçadas e praças públicas, foram adquiridas pela prefeitura de Grajaú para tentar manter a cidade limpa. As caçambas que estavam em falta na cidade foram distribuídas no espaço do antigo Becker de onde serão distribuídas para as ruas de Grajaú.

Os objetos servirão para os moradores e comerciantes colocarem o lixo que saem de casa e dos estabelecimentos de vendas, tendo em vistas que as sacolas plásticas estavam sendo rasuradas por animais e o lixo se espalhando nas vias e vielas da cidade. A intenção da prefeitura será dar menos trabalhos aos garis que juntam lixo espalhados dia e noite pela cidade.


O governo que garante que as caçambas irão servir principalmente nas praças, que são os locais de mais movimento em Grajaú, algumas dessas caçambas já estão nas ruas da cidade.





Fonte: De Olho em Grajaú

O Cantor e Compositor Domervil se apresentará neste dia 09 de Agosto véspera do dia dos Pais no clube DKL, em Arame-Ma




John Cleiton é considerado
 o maior hacker do estado
O Serviço de Inteligência do 15º BPM prendeu em Bacabal, John Cleiton Maia Sousa, de 22 anos, apontado como o principal e mais perigoso hacker do Maranhão, e um dos cinco de todo o país.
le é acusado de possuir inúmeros bens, móveis e imóveis, entre apartamentos, pousadas e fazendas, além de animais e veículos, tudo em nome de laranjas.
Com ele a polícia encontrou R$ 4.198,00 (quatro mil cento e noventa e oito reais); 1 celular; 05 carteiras de identidade; comprovantes de compra e extratos bancários; 02 HD’s; 01 pendrive; 03 carteiras de trabalho; documentos de veículos; vários cartões bancários; cheques e 01 notebook onde armazenava todos os programas utilizados na prática criminosa.
John roubava cerca de 50 mil contas. Tirava 0,33 centavos de cada uma e o correntista nem desconfiava. Ele e a mãe são responsáveis por uma empresa de créditos de nome Reizinha Créditos, que oferece empréstimos a aposentados e pensionistas, localizada no centro de Bacabal.
Com John foram presos Maria Edite Machado Aguiar, 40 anos, Cleide Soares dos Santos, 40 anos, e o motorista Sebastião Bezerra dos Santos, quando retornavam de Timon, onde tinham feito saques em agências bancárias utilizando de carteiras de identidade falsas e cartões clonados.
John Cleiton ainda tentou subornar os policiais que estiveram em sua residência no momento da prisão. Ele ofereceu R$ 300 mil aos PM’s para que seu computador não fosse apresentado à justiça.
O hacker chegou a demonstrar aos policiais como realizava as transações. Em poucos minutos invadiu o sistema Dataprev (de previdência social), Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e todos os bancos privados, criando contas instantâneas, vendo toda movimentação financeira de milhões de clientes e fazendo transferências de dinheiro.
Ele ainda confessou que estes sistemas são amplamente falhos e permitem fraudes. John e seus comparsas permanecem presos em Bacabal.


Eduardo Faustini e Luiz Cláudio Azevedo investigavam esquema de laranjas que movimenta R$ 30 milhões em Anapurus e Mata Roma, no Maranhão.
Fantástico, equipe ameaçada, no MaranhãoNo início da tarde da quinta-feira (17), no interior do Maranhão, os repórteres Eduardo Faustini e Luiz Cláudio Azevedo investigavam denúncias de desvio de dinheiro público em duas cidades: Anapurus e Mata Roma, que ficam a cerca de três horas e meia de carro da capital, São Luís.
A equipe parou para almoçar em uma churrascaria, na estrada que liga os dois municípios. Depois do almoço, já no carro, os repórteres foram surpreendidos por um outro carro, que saiu da estrada e bloqueou a equipe. Três homens saltaram e apareceram mais quatro a pé.
O bando cercou os repórteres. Dois bandidos entraram no banco de trás. Os repórteres explicaram que são jornalistas da TV Globo e estavam trabalhando em uma reportagem para o Fantástico e saíram do carro, para evitar o que parecia um sequestro. Foi quando um dos homens tomou a câmera da equipe. Os ladrões fugiram em dois veículos, levando a câmera.
No início da noite, testemunhas já tinham identificado alguns dos envolvidos. “Eles são envolvidos com política. Trabalham na prefeitura. São lá de dentro”, afirmou uma delas.
Ainda na quinta-feira (18), a polícia identificou e prendeu o PM Raimundo Silva Monteles. Ele é sobrinho da prefeita de Anapurus, Tina Monteles.
“Ele confirmou que participou da ação. Diz que foi convidado para acompanhar dois ou três funcionários da prefeitura de Anapurus para se deslocar para determinado local”, afirma Zanoni Porto, comandante-geral da PM do Maranhão.
Durante todo o fim de semana, a polícia fez buscas nas cidades de Anapurus e Mata Roma, à procura dos suspeitos e do equipamento que foi roubado. As investigações continuam, e, pelas características do crime, a polícia acredita que não tenha sido somente um roubo, mas uma tentativa de interromper o trabalho dos jornalistas.
Em nota, a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão se diz preocupada com ações criminosas que buscam impedir a livre atuação da imprensa na investigação de fatos de interesse público. A associação pede a apuração no caso e punição dos autores, para que a liberdade de imprensa e o acesso dos cidadãos à informação sejam assegurados.
Também em nota, a Abraji, Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo, afirma que identificar e punir todos os responsáveis é indispensável, para que a impunidade não estimule a repetição de casos semelhantes. E o Instituto Internacional de Segurança da Imprensa, sediado em Londres pede que os agressores dos jornalistas sejam levados à Justiça.
A polícia pediu a prisão de mais três pessoas: o secretário de Finanças de Arapurus, Jairo Lisboa de Sousa; o ex-candidato a vereador Manoel Francisco Monteles Neto; e Agnaldo Henrique Alves.
Em nota, a Prefeitura de Anapurus lamenta o ocorrido e pede às autoridades que esclareçam as circunstâncias do caso.
“Com relação aos parentes, a cidade de Anapurus, quase todo mundo é parente de todo mundo. Com relação a isso não tem nenhum problema. Com relação a servidores do município envolvidos, serão responsabilizados”, diz Márcio Wendles, advogado da prefeita de Anapurus-MA.
“Quando você atenta contra uma equipe de jornalistas, você tá atentando realmente à democracia e vamos ser duros”, destaca Marcos Afonso, secretário de Segurança do Maranhão.
A denúncia sobre um esquema de laranjas que movimenta R$ 30 milhões, dinheiro público, em cidades pobres do interior do Maranhão foi o que levou os jornalistas da TV Globo a serem ameaçados e assaltados. São contratos municipais nas mãos de empresas suspeitas, muitas delas não têm sede, e nem capacidade de prestar o serviço. Mais uma vez, quem paga a conta é o cidadão comum. E o sofrimento começa na mais básica das necessidades.
“Quando eu acordo de manhã, venho para essa ponta de mato aqui fazer necessidade, xixi. Tudo pra cá”, conta a lavradora Maria Santana.
A vizinha dela teve mais sorte, aparentemente. Dona Maria mostra o banheiro construído pela Prefeitura há menos de dois anos. A pia é de plástico. “Um parafuso aqui, outro aqui. Isso aqui, qualquer coisinha quebra tudo. Nada presta aqui”, ela diz.
Mata Roma e Anapurus são cidades pequenas, cada uma com pouco menos de 16 mil habitantes. Moradores da Zona Rural sofrem com a falta de saneamento básico.
A lavradora Cristiane Teixeira nunca usou um banheiro. “Tenho 21 anos, nasci aqui e nunca usei. Nunca tomei banho de banheiro”.
Dorival Mendes Nascimento, lavrador, mora há 40 anos na região e nunca teve água em um chuveiro: “Tem que tirar água do meu poço, e agora chegou esse poço”.
Mas, para os moradores, o poço ainda não chegou de vez. “Eles apareceram para fazer esse poço, final de maio, agora de 2014. Só fizeram furar”, diz Cristiane Teixeira dos Santos, lavradora.
Nos dois municípios, essas obras são feitas com dinheiro público. Empresas negociaram nas duas cidades contratos que, somados, chegam a R$ 30 milhões.
Em Mata Roma, a construtora Santa Margarida recebeu, só em 2012, mais de R$ 2,2 milhões para abastecimento e saneamento. A proprietária é Rejânia Maria Pinheiro dos Santos. Ela se recusou a falar com o Fantástico.
Em uma rede social, Rejânia aparece em uma foto abraçando José Ári, irmão de criação dela. No papel, José Ári é dono de outra construtora, a São Lourenço, que presta serviço ao mesmo município. Também no papel, a São Lourenço é capaz de fazer perfuração e construção de poços de água.
Mas veja o que José Ári responde quando o repórter Eduardo Faustini pergunta pela empresa.
José Ári: Que empresa?
Faustini: A sua empresa, que você presta serviço.
José: Eu?
Faustini: É.
José: Eu não. Não é eu, não.
Faustini: Você não tem empresa?
José: Não.
Em seguida, ele dá outra explicação: “Eu saí há uns três meses”.
Técnicos da Controladoria-Geral da União fiscalizaram as obras feitas com dinheiro público no município. Segundo o relatório da CGU, a construtora São Lourenço, de José Ári, não está apta a executar obras ou serviço de engenharia.
Outro esquema é no aluguel de veículos para a mesma prefeitura. Segundo a CGU, as locadoras Matarromense e Abiviagens receberam, em apenas um ano, R$ 537 mil pelo serviço de transporte escolar.
No papel, Valdecy Garreto Silva é o dono da Matarromense, uma das maiores locadoras da região. A empresa também tem contratos em Anapurus.
Faustini: O senhor é o único dono dessa empresa?
Valdecy: Não, é um irmão meu que… Eu tenho um irmão meu. É só no meu nome, ela, mas ele que resolve tudo aí.
Faustini: Quanto o senhor ganha nessa empresa?
Valdecy: Eu não sei nada.
Josivan, irmão de Valdecy, foi vereador em Mata Roma e tem mais empresas de locação de veículos. Na rua que consta como endereço no registro da Matarromense, não existe empresa nenhuma, e nem casa com a numeração fornecida à junta comercial. Josivan não foi encontrado pelo Fantástico.
A outra locadora que atende à Prefeitura de Mata Roma se chama Abiviagens. Segundo a CGU, os pagamentos à empresa, de R$ 537 mil, não poderiam ter sido feitos devido a várias irregularidades. Na sede da Abiviagens, encontramos Elânia Araújo de Almeida. Ela é funcionária da Prefeitura de Mata Roma desde 2006. Mesmo assim, foi sócia do marido, Abimael Reis, quando a Abiviagens já tinha conseguido o contrato municipal.
Faustini: Você é sócia da empresa.
Elânia: Não.
Faustini: No contrato, você não está?
Elânia: Não, eu saí.
Faustini: Você passou as suas cotas pra quem?
Elânia: Foi… É outra pessoa. Parece que a filha dele.
Procurado pelo Fantástico, Abimael Reis não quis falar.
São muitos os laranjas nessa história. Mas encontramos ainda mais irregularidades.
Em Anapurus, onde a população se queixa da falta de saneamento básico, o mestre de obras que fiscaliza a construção dos banheiros diz que recebe o salário em dinheiro vivo, diretamente das mãos do secretário de Infraestrutura, Júlio Neto. “Eu recebo pelo Júlio Neto. É dinheiro “em peça” mesmo. O patrão passa o dinheiro pra mim, pago meus trabalhadores. E é assim”, ele conta.
O secretário de Infraestrutura de Anaparus – MA, Júlio Neto, nega a irregularidade nos pagamentos: “Ele recebe da construtora, viu? Agora, eu vou fiscalizar. Eu tenho que fazer a minha parte como secretário”.
Ainda em Anapurus, a empresa Premier tem R$ 3 milhões em contratos para construção e manutenção de estradas e ruas. No papel, o dono é Javé Ferreira da Costa Lima. Só que ele é operário concursado da empresa de águas do estado.
Faustini: Só um minuto. Eu quero falar sobre a sua empresa. Por que você não pode falar?
Javé: Não quero falar.
Faustini: Só um instante.
Javé: Dá licença!
Faustini: eu preciso falar contigo
Javé: Não tenho nada para falar
Faustini: Eu quero falar sobre a sua empresa que presta serviço para a Prefeitura de Mata Roma.
Procurada pelo Fantástico, a prefeita de Mata Roma, Carmen Neto, não foi encontrada nem retornou recado que nossa equipe deixou na Câmara de Vereadores.
Já o advogado da prefeita Tina Monteles, de Anapurus, diz que ela não cometeu irregularidades: “Nós temos todos os processos licitatórios na maior transparência. Todas as obras estão lá”, afirma.
Fantástico,TV Globo

whatsapp












A Polícia Militar de Pindaré Mirim lançou mais um canal de comunicação direta com a população e começou a atender ocorrências notificadas via WhatsApp. O sistema, que está em fase de teste,  integrará o Programa Inclusão Total, que amplia o acesso aos serviços da PM por meio das redes sociais.
O comandante do 7º Batalhão da Polícia Militar, Coronel Pimentel, explicou que nesse momento inicial os acionamentos via WhatsApp podem ser feitos pelo número (98) 8877-4667. O aplicativo permite que usuários enviem fotos, vídeos e façam contato direto com a polícia. Ele acredita que isso facilitará a identificação de suspeitos e recuperação de bens roubados, pois as denúncias ocorrerão em tempo real.
O projeto nasceu na região, através do Major Jurandir, de Caxias e deu um saldo positivo e ajudou em apreensões e prisões. O uso das redes sociais tem sido positivo na região. Na página do facebook, mais de 50 ocorrências foram registradas na rede. A PM divulga fotos ou descrição dos veículos roubados, pessoas detidas e material fruto de roubo, onde grande parte da população reconhece o bandido ou conhece alguém que tenha sido vítima da situação e avise.
Inicialmente, o projeto abrange Santa Inês, Pindaré e Santa Luzia, se estendendo gradativamente. Panfletos e cartazes estão sendo distribuídos nos municípios para que a população tenha consciência da seriedade e eficácia do novo meio de comunicação com a polícia.
“A polícia não pode trabalhar de forma isolada. Temos que estar próximos daqueles que sofrem as ocorrências, que é a população. Com esse meio de comunicação, a população pode presenciar em tempo real, um acontecimento e enviar o material para que nós possamos tomar uma providência. Já temos uma denúncia com fotos e nomes de elementos que estão sendo investigados” pontua o coronel.
O WhatsApp também inibirá àqueles que constantemente passam trote para a polícia, já que é necessário a identificação da pessoa através de um número cadastrado em operadoras telefônicas. O coronel lembra também que a identidade do denunciante ficará no mais absoluto sigilo.
“Os trotes vão ser basicamente instintos, já que, é necessário a identificação do numero que realiza a denúncia. Mas deixando claro, que todos terão suas identidades no mais absoluto sigilo”.
comandante-pimentel1
Fonte – Agora Santa Inês